La Vita Felina

Uma declaração de amor…

Fiquei emocionada ao ouvir o depoimento de Jean Boghici, apesar de  suas perdas imensuráveis…

Jean Boghici, 84 anos, teve pelo menos duas grandes perdas…

Além das pinturas Samba, de Di Cavalcanti, e Floresta Tropical, de Guignard,  que foram destruídas….

Apesar disso, o marchand, que é romeno e veio para o Brasil em 1949, surpreendeu, ao dizer, repetidas vezes e com a voz embargada, que a maior perda não foram os quadros de sua coleção, mas a sua gata Pretinha, que morreu atingida pelas chamas. “Estou muito chateado, mas não é por causa do quadro não. É por causa do meu gato, que morreu”, disse, chorando. “Não quero saber de quadro, meu gato morreu”. By: Terra.

2 Comentários

  • Francilene Monteiro

    Jean Boghici, ao declarar a razão de sua maior tristeza, “a morte de sua gata”, nos revela o porque de ser um grande marchan, pois somente uma pessoa sensível é capaz de apreciar arte.
    Lamento sua perda, muito mesmo, também tenho gato e imagino o que você está sentindo…

  • Pamela Loures

    O que mais me admirou ver este depoimento, foi ver que ele não se importou com a perda dos quadros e sim com a morte de sua gatinha. Ele declarou amor e sentimentos para o que realmente vale a pena ter sentimentos.E também falou, que não estava triste por causa de quadros e sim pela morte de sua gata.Declarou a razão de sua tristeza.
    Infelizmente isso aconteceu, triste, triste mesmo. Jean Boghici, voce vai vencer esta perda, força!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *