Vita Zen

Modifique seus hábitos e cultive o Bom Humor

Atitudes simples podem ajudar a driblar a irritação, o cansaço, a insônia e a ansiedade, que costumam atrapalhar sua qualidade de vida

Excesso de trabalho, cansaço, horas em engarrafamentos, preocupações com as finanças,ansiedade em relação ao futuro… Vários são os fatores, principalmente para quem vive em grandes centros urbanos, que esgotam as energias e prejudicam o humor de muita gente. Para reverter esse quadro, a solução é adotar novos e bons hábitos, e ganhar pique, entusiasmo e alegria ao lidar com a rotina.

1. Aposte nas amizades

Para a psicóloga Sônia Fuentes, mestre em gerontologia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), um dos primeiros passos para “alimentar” o bom humor é investir nas amizades e cultivar os relacionamentos. “Cerque-se de pessoas positivas, que valorizam o que tem e acrescentam coisas boas à sua vida”, diz Sônia.

2. Faça acontecer

Outra atitude fundamental, de acordo com especialistas, é colocar um ponto final na síndrome da procrastinação – a mania de adiar ações e decisões, que acomete muita gente. Não terminar tarefas, deixar pendências e assumir responsabilidades além do que se pode fazer contribuem para o aumento da ansiedade. A pessoa fica com os afazeres não cumpridos o tempo todo martelando na cabeça. Esboce um plano para resolver o que é urgente e organize-se! Mas é importante preparar-se para as situações a fim de combater a ansiedade. Assim, estude para os exames, informe-se sobre a empresa antes de uma entrevista de emprego, abasteça-se de argumentos para defender um projeto… Ter autoconfiança é fundamental para se sentir calmo e seguro.

3. Pratique exercícios físicos

De acordo com a psicóloga Ana Maria Rossi, presidente da Isma Brasil (filial nacional da International Stress Management Association), a atividade física regular pode afetar positivamente o ânimo das pessoas, pois é capaz de diminuir o nível de estresse e gerar mais energia. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda caminhar 30 minutos por dia, pelo menos três vezes por semana, para colher os benefícios, mas você pode escolher exercícios em grupo. Procure sempre a opinião de um médico para saber qual esporte é o mais indicado.

4. Veja o lado positivo das situações

Nem sempre as coisas saem como a gente quer. Porém, reclamar e ficar de mau humor faz com que o organismo aumente a produção de cortisol, o hormônio do estresse. Por exemplo: você planejava ir à praia no fim de semana, mas a previsão do tempo anuncia frio e chuva. Pense: é possível alterar o clima? É claro que não, mas dá para mudar os planos, como ir ao cinema, fazer um jantar com os amigos, assistir aos DVDs da série que mais gosta…Segundo pesquisas da Isma Brasil, ver o aspecto positivo dos acontecimentos ajuda a minimizar a ansiedade e traz bem-estar. E mais: preste atenção em seus pensamentos, avisa Rebeca Fischer, instrutora da Sociedade Brasileira de Programação Neurolinguística (SBPNL). Ela sugere já começar o dia de maneira positiva, acreditando que será bom – dessa forma, o cérebro se predispõe a mudar a energia, o humor e até mesmo as ações da pessoa, que se sente mais entusiasmada e confiante. Isso porque a qualidade daquilo que você pensa tem uma influência poderosa sobre o corpo e a mente. Se pensar de maneira positiva, vai se acalmar e a chance de tudo dar certo será maior.

5. Ouça música

Estudos Científicos

Demonstram que a música suave ajuda a relaxar os músculos e dilui emoções destrutivas, observa a psicóloga Ana Maria Rossi, da Isma. Para driblar a ansiedade, as melodias tranquilas são as mais indicadas, em especial quando se está no trânsito. Bons exemplos são os gêneros clássico, barroco e new age.

6. Aproxime-se da natureza

Cuidar de plantas pode proporcionar equilíbrio emocional e canalizar os efeitos negativos do estresse do cotidiano, sobretudo nas grandes cidades, onde o contato com a natureza é restrito. Mexer na terra, por exemplo, é uma espécie de terapia para aplacar a ansiedade. Não resolve totalmente um problema, porém ajuda a avaliar melhor a situação e a ter ideias sobre como enfrentá-la.

7. Marque encontros com você

Para evitar que a correria do cotidiano gere ainda mais nervosismo e agitação, tente reservar uma hora por dia somente para você. Pode parecer difícil, mas pense: quando surge um imprevisto familiar ou profissional, você não consegue dar conta? Então marque um compromisso consigo mesmo – anote-o, literalmente, na agenda – e durante esse tempo faça algo que lhe agrade muito: ler um livro, ouvir música, praticar um hobby, se exercitar, passear no parque… Seu astral, com certeza, vai melhorar!

8. Durma bem

Você pratica exercícios físicos regularmente, se alimenta bem e se deita todas as noites no mesmo horário. Ainda assim, sente que dorme mal e acorda de manhã com sensação de cansaço e dores pelo corpo. Segundo o ortopedista e especialista em coluna Paulo Satiro, “o correto é dormir de lado, preferencialmente na posição fetal, e colocar um travesseiro entre as pernas para amenizar o peso dos joelhos”. A altura do travesseiro também deve ser considerada: o ideal é preencher o espaço entre o colchão e a cabeça. Dessa maneira a coluna ficará totalmente alinhada. A escolha do colchão é indispensável. Não deve ser nem muito mole e nem muito duro.

Via: Nestlé

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *