Storie di Passione

Amor e Ódio – O FUSCA!!!!!!

Fusca ou você Ama ou você Odeia!

Ele com certeza já fez parte da sua história de família!

Me lembro quando criança meu pai sempre amou o Fusca, quando eu nasci ele comprou um que iria me acompanhar pelos próximos 16 anos de vida, meu pai fazia questão de me buscar na porta da escola, o único problema é que na época estudava em Colégio de riquinhos e era o maior Mico meu pai me buscando no Colégio com o Fusquinha, eu me escondia no banco de trás para ninguém me ver, bobeiras pré adolescentes…. Se eu fosse o Fusca mandava eu ir pra casa a pé!  rsrsrsr….

Mas não é que eu não gostasse do carrinho eu sempre achei charmoso, gostava de passear com ele, sentir seu cheirinho de gasolina e aprender desde cedo a apreciar o “barulho” do motor, saber se estava tudo ok com os pistões….

As manutenções em grande parte eram feitas pelo meu pai mesmo e eu adorava acompanhar aquele monta e desmonta, trocar Velas, Platinado, limpar o Carburador era o máximo ver meu pai concertá-lo, ajudava também a lavar o carro que era um super programa de domingo.

Minha paixão por carros nasceu com o Fusca! Fato que quando meu pai resolveu vender o carro eu até chorei e fiquei de cara virada, hoje tenho um irmãozinho de lata substituto que é nosso xodó, meu pai cuida dele super bem e ficamos até preocupados em mantê-lo seguro, já que ainda hoje o índice de roubo de fusca ainda é bem alto. E você tem um Fusca na história de família?

Hoje o Fusca é Carro de Coleção, Objeto de Decoração, Escultura na Areia, Desenho Animado, Brinquedo de Criança, Mini Carro, Artista de Cinema, tem seu próprio dia, ou trabalha todo dia.

Está exposto em Museus, é tema de Clubes e Encontros, tem sua própria Revista, já deu Entrevista e já foi até mesmo Carro de Polícia…Um verdadeiro artista! Uma Celebridade! Vossa Majestade? O Fusca!

1 Comentário

  • Rosa Maria

    Rosa Maria

    Aprendi a dirigir num…depois foi meu 4º carro…confesso não morrer de amor por ele…tb o 1º foi um Simca (consulte Google), o 2º um Opala 6 cilindros, o 3º um Opala idem cupê…difícil depois gostar do besouro…mas realmente…uma chave de fendas, um rolo de fita isolante, alguns parafusos extras e arame davam um jeitinho nele…dar um up no platinado e reformar (um verdadeiro gato) parte elétrica com papel laminado de cigarro…nossa! … tb boas lembranças…aliás, carro, dirigir, para mim sempre foi e será símbolo de liberdade, puro prazer…sem esquecer minha primeira moto: anota aí – Yamaha…delícia. Bye.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *