Até pouco tempo atrás o abacate era considerado um fruto de alto valor calórico, sendo contraindicado para pessoas que estavam acima do peso, por ser associado ao acúmulo de gordura no organismo.

   Atualmente estudos (Ciênc. Tecnol. Aliment., Campinas, 28(4): 922-928, out.-dez. 2008) têm demonstrado os benefícios nutricionais do abacate no combate das doenças cardiovasculares, dislipidemias, diabetes, obesidade e câncer.

   O abacate possui na sua composição ácidos graxos insaturados, especialmente o ácido oleico (ômega 9), vitaminas (A, D, E e vitamina B6), minerais (folato, potássio, magnésio, manganês, ferro e zinco), fitoesterois (beta- sisterol) e compostos antioxidantes (luteína).

Pelo seu alto teor de vitamina E (contém mais do que o dobro presente na semente de uva), auxilia a diminuir os sinais de envelhecimento da pele, pois age inibindo a formação de radicais livres. Além disso, a vitamina E estimula a síntese de colágeno na pele, retardando a formação de rugas e estrias.

O beta-sisterol, presente no óleo de abacate, possui propriedades antibactericidas, antifúngicas e anti-inflamatórias. Devido a estas propriedades, é muito usado no tratamento de dermatites, psoríase, queimaduras, acnes e pós-cirúrgico para acelerar o processo de cicatrização da pele. Pesquisas (Diabetes Care. 1994 Apr; 17 (4): 311-5) também tem demonstrado que o beta-sisterol tem efeito sobre a glicose, pois atua sobre uma enzima reguladora do açúcar, inibindo a sua ação e normalizando os níveis sanguíneos de açúcar.

Toxinas-abacate-500x325-500x325

Os ácidos graxos insaturados em combinação com beta-sisterol, presentes no fruto, ajudam a reduzir os níveis sanguíneos do LDL-colesterol (ruim), e favorecer o aumento do HDL-colesterol (bom), porque agem diretamente no fígado reduzindo absorção das gorduras saturadas. Este efeito promove o equilíbrio das taxas sanguíneas de colesterol, prevenindo assim o desenvolvimento das doenças cardiovasculares e também contribui para a redução de peso, pois proporciona maior saciedade. (Rev. Ciênc. Méd., Campinas, 9 (2) 47- 51, maio/ agosto., 2000).
O abacate também possui um poderoso antioxidante a luteína, que ajuda a proteger o organismo contra o câncer de próstata e doenças dos olhos, como a catarata e degeneração da mácula.
O abacate é rico em carotenoides antioxidantes como o alfa-caroteno, beta-caroteno, beta-criptoxantina, zeaxantina e luteina. Esses componentes proporcionam grande proteção contra os danos oxidativos ambientais que levam a pele a presentar linhas finas e perda da elasticidade. Os carotenoides estão associados à melhora da aparência, melhora do tônus cutâneo e densidade da pele.
A vitamina C contida no abacate, além de propriedades antioxidantes, é necessária para a produção de colágeno e elastina que fazem a ligação entre as células cutâneas mantendo a estrutura firme e coesa.
A vitamina E é outro antioxidante importante contido no abacate, que além de ter poder cicatrizante ajuda a prevenir o dano ocasionado na pele e cabelos pela radiação ultravioleta.
Ácidos graxos monoinsaturados contidos no abacate, fazem com que tenha grandes benefícios para a pele principalmente pelo ácido oleico que ajuda a manter a epiderme macia e hidratada. Além disso o ômega-9 e o ácido oleico estão envolvidos na regeneração e redução do eritema cutâneo, através de propriedades cicatrizantes e anti-inflamatórias.
Com essas características, os efeitos do abacate na pele são:  atuar como cicatrizante, hidratante e diminuir a oxidação, o que confere uma diminuição do envelhecimento celular proporcionando maior elasticidade e melhor aparência à pele, que apresentará menos rugas, além de prevenir a formação de estrias.
Nos cabelos possui a ação de melhorar o brilho e restaurar os cabelos danificados.

By: Kurotel
Abacate não é vilão! Conheça os benefícios para sua saúde!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *